Dieta para Grávidas Acima do Peso

Como manter a forma estando grávida e acima do peso como já sabemos que os pequeninos dentro da barriga não são gulosos, e por isso não é preciso comer muito.

Alguns alimentos, além de fazerem bem para mãe e bebê, ajudam na manutenção do peso anterior (desconsiderando a barriga, é claro) e dão ao organismo mais condições de eliminar o ganho logo após o parto.

Há uma lista de nutrientes que ajudam nesse processo e devem ser consumidos durante todo o período gestacional:

Cálcio: Além de auxiliar a manutenção da estrutura óssea da mãe, o cálcio ainda atua na formação dos ossos do feto. O mineral é encontrado em laticínios. Dê preferência aos 0% gordura, para manter a boa forma.

Vitamina D: Melhora o aproveitamento do cálcio pelo organismo. Pode ser achado, principalmente em peixes de água gelada como atum, salmão e sardinha.

Proteínas: Aumentam a saciedade e são essenciais para o bebê. Além disso, ajudam a aumentar a elasticidade da pele, atuando na prevenção de estrias. Consuma, uma vez por dia, peixes, frango e cortes magros de carne bovina.

Ácido fólico: Encontrado em miúdos, folhas verde-escuras, legumes e feijão-branco, ele atua diretamente na formação do tubo neural do feto.

Ferro: Previne a anemia. Consuma carnes e grãos, além de verduras verde-escuras, ovos e frutas secas.

Vitamina C: Aumenta a imunidade e ajuda na absorção do ferro. É encontrada em frutas cítricas e vegetais folhosos.

Fibras: Ajudam no funcionamento do intestino, que costuma ficar preguiçoso durante a gravidez. Consuma alimentos integrais, legumes crus, verduras e frutas com casca e bagaço.

Vitaminas do complexo B: Minimizam os sintomas do enjoo. São encontradas em cereais integrais, miúdos e castanhas.

Água: Consuma, pelo menos, dois litros diários. Ela ajuda o funcionamento do organismo além de diminuir o inchaço.

Que alimentos evitar

Há alimentos, que além de calóricos e gordurosos, fazem mal à saúde da grávida e do bebê. Por isso, evite: carnes cruas, ovos mal cozidos, café e chás mate e preto, alimentos dietéticos e adoçantes com aspartame, ciclamato e sacarose, refrigerantes à base de cola, sal e doces em excesso, bebidas alcoólicas; alimentos muito gordurosos e frituras, embutidos e empanados.

Exercícios para gestantes

Não é preciso deixar de se exercitar durante a gravidez, basta adaptar os exercícios à sua condição. Inclusive, a grávida pode fazer musculação, desde que evite grandes impactos. Aposte em atividades como a hidroginástica, a caminhada e o alongamento.

DICA: Sempre consulte um profissional antes!

Deixe um comentário